Procedimentos Bichectomia

Procedimentos Bichectomia

Principais perguntas e respostas
1. Para quem está indicada a bichectomia? Quem pode fazer?
Após uma pesquisa com os pacientes que me procuraram para fazer uma bichectomia em Porto Alegre nos últimos 6 meses, cheguei a esses 8 principais motivos que levam as pessoas a buscar uma cirurgia plástica para reduzir o tamanho e volume das bochechas:

Insatisfação com volume muito grande das bochechas (“bochechas muito cheias”);
Baixa auto estima e insegurança com a aparência do rosto;
“Traços” do rosto muito grosseiros e falta de harmonia no rosto;
Rosto muito grande ao sorrir;
Falta de definição da linha da mandíbula e pescoço;
Excesso de “papadas” no rosto e pescoço;
Rosto com volume aumentado mesmo perdendo peso (“emagreço, emagreço e as bochechas continuam grandes”);
Desejo de uma estética facial mais atraente.
2. A partir de qual idade posso fazer uma cirurgia plástica para diminuir as bochechas?
Geralmente, a maior parte das cirurgias plásticas estéticas no rosto, poderá ser feita assim que houver o crescimento completo da face. Sendo assim, a cirurgia pode ser feita já na adolescência, desde que haja consentimento por escrito dos responsáveis pelo paciente.

Na minha clínica de cirurgia plástica, a maioria dos pacientes possuem entre 20-40 anos.

3. Qual parte do rosto a bichectomia pode melhorar?
A bichectomia diminui as bochechas e afina a parte inferior do rosto, definindo melhor as “maças do rosto”.
A retirada da gordura das bochechas, faz com que a parte inferior ou baixa do rosto, fique mais fina, delicada e retangular – características típicas de um rosto atraente.

A retirada da Bola de Bichat, causa o que as mulheres chamam de “efeito blush”, ou seja, as “maçãs do rosto” parecem mais proeminentes e rosto mais fino.

Resumindo: a cirurgia busca realçar e afinar o rosto deixando-o mais contornado!

4. Tenho as “maçãs do rosto” grandes ou já evidentes. A cirurgia de bichectomia é indicada para mim?
Muitos pacientes têm o interesse em fazer a cirurgia de bichectomia para diminuir as bochechas e afinar o rosto. Entretanto, para alguns é fundamental uma avaliação facial completa, para verificar, se a cirurgia poderá trazer os benefícios esperados.

Há duas situações específicas que devem avaliadas:

Hipertrofia do músculo masseter

O rosto largo pode ser decorrente da hipertrofia do músculo masseter, o responsável pela mastigação. Nesse caso, pode ser feito um tratamento com toxina botulínica (botox) ou com intervenção cirúrgica.

Esse músculo, causa inchaço na parte de trás das bochechas (no angulo da mandíbula) e a bichectomia pode ter um resultado limitado, dependendo da região com a qual o paciente se incomoda.

“Maçãs do rosto” já proeminentes ou grandes

Nesse caso, não há contraindicação para a bichectomia. A cirurgia não irá aumentar o volume das “maçãs do rosto”, ela apenas causará um efeito visual de realça-lás.

5. Como é feita a cirurgia de bichectomia?
A cirurgia plástica que retira gordura das bochechas, é feita através de um pequeno corte na parte interna da boca (não há cicatrizes externas ou perceptíveis).

Através desse corte, é retirado o excesso da gordura de Bichat. A incisão é suturada com dois ou três pontos absorvíveis – não ha necessidade de retirada de pontos.

6. Quais famosas ou celebridades que já fizeram bichectomia?
Essa pergunta não poderia faltar nesse artigo, afinal de contas, muita gente ainda associa essa cirurgia plástica à pessoas famosas e celebridades, que teriam feito a intervenção.

Leia também: Bichectomia o que comer depois

Esses são alguns exemplos de celebridades conhecidas por terem feito bichectomia: Victoria Beckham, Kim Kardashian, Angelina Jolie e Megan Fox, Madona.

7. Onde fica a cicatriz ou corte após a redução das bochechas?
O corte ou cicatriz fica dentro da boca, bem na parte superior das bochechas, perto dos dentes molares superiores. A cicatriz não é perceptível externamente.

8. A bichectomia é feita nos homens?
A redução das bochechas ou bichectomia no homem é muito procurada!

Aliás…

Bichectomia em homens é muito comum!

Qualquer cirurgia plástica estética no homem, tem suas particularidades e, com a bichectomia masculina não é diferente. O cirurgião plástico deve sempre estar atento, para que os traços típicos do rosto atraente masculino não sejam perdidos.

9. A redução das bochechas pode alterar a “covinha” das bochechas?
Muitas pessoas não gostam do formato do rosto, porém têm medo de perder as “covinhas das bochechas” após a cirurgia. A “covinha” das bochechas é causada pela inserção dos músculos que fazem a mímica da boca, os quais não são alterados.

Sendo assim, se observarmos fotos de bichectomia antes e depois, vemos que não há alteração nas covinhas.

A bichectomia não altera a “covinha” das bochechas!

10. É possível conseguir um rosto mais simétrico com a bichectomia?
Nos casos em que a assimetria do rosto é causada por diferenças na quantidade da gordura de Bichat, a cirurgia de bichectomia pode ATENUAR a assimetria.

Infelizmente, na maioria dos casos, as assimetrias do rosto não costumam ser causadas apenas pela gordura de Bichat, havendo alteração óssea e dos demais tecidos moles do rosto.

O fundamental é que isso seja avaliado pelo cirurgião plástico para que não se criem expectativas frustradas para quem busca um rosto mais simétrico.

11. A cirurgia corrige o “queixo duplo”?
Não. A correção do chamado “queixo duplo”, será feita de acordo com as características anatômicas do paciente.

Existem opções como: retirada de pele com uma cicatriz próxima ao queixo, lipoaspiração, ressecção aberta da gordura, ou em casos mais severos, até mesmo um mini lifting facial.

12. Quanto de volume pode ser diminuído com a cirurgia plástica das bochechas? A bola de Bichat deve sempre ser retirada inteira?
Geralmente é feita a retirada parcial da bola de Bichat. O volume retirado deve ser suficiente para causar um benefício estético, sem aprofundar muito a região das bochechas.

O resultado deve ser bastante natural, sem “dar na cara” que foi feita uma cirurgia plástica. Não existem medidas exatas e a quantidade ideal, depende muito do senso estético de cada cirurgião plástico.

13. Existe alguma indicação funcional para diminuir a bochecha? O que é a bichectomia funcional?
A bichectomia funcional costuma ser feita em pacientes que com muito volume na região da bola de Bichat, os quais, em função disso, acabam mordendo muito as bochechas.

A lesão repetida da parte interna da bochecha, pode causar uma proliferação de bactérias que podem causar mau hálito e doenças da cavidade oral e gengiva. Nesses pacientes, pode haver inclusive formação de caseos amigdalianos (bolinhas brancas que ficam coladas na garganta gerando mau hálito).

Está gostando desse artigo? Então cadastre seu email aqui para se juntar a vários leitores inteligentes para receber novos conteúdos.

14. As bochechas podem voltar a crescer e aumentar de tamanho após a bichectomia?
Essa cirugia plástica é bastante procurada por pessoas que emagrecem “tudo o que podem” e continuam com as bochechas grandes.

“Emagreço, emagreço, e as minhas bochechas continuam grandes!”

Ocorre que a gordura de Bichat é a última gordura do organismo a ser absorvida, em casos de perda de peso, ou seja, você pode perder peso (chegando a ficar com o aspecto feio) e as bochechas continuarão volumosas.

A tendência das bochechas de crescerem quando ocorre ganho de peso, diminui muito com o procedimento. Entretanto, em casos de grandes ganhos ponderais, elas podem aumentar de tamanho novamente.

15. A bichectomia ou redução das bochechas envelhece? As bochechas podem ficar flácidas após a cirurgia?
Você já ouviu o MITO que a bichectomia envelhece?

Então…

Isso não é verdade!

A diminuição das bochechas é feita há muito tempo como procedimento acessório às cirurgias de lifting e rejuvenescimento facial.

Logo, a bichectomia pode rejuvenescer bastante o rosto em pacientes com muito excesso de papada ou bochechas.

Você já ouviu falar que a perda de gordura do rosto contribuí para o envelhecimento?

E agora?

Então…

A gordura de Bichat não tem função estrutural ou de sustentação, pois é um tecido muito mole, sendo diferente dos demais compartimentos de gordura do rosto, cuja absorção causa o envelhecimento do rosto.

O fundamental é que o seu rosto seja avaliado de maneira completa, por um cirurgião plástico especialista em face da sua confiança. O que pode ocorrer, é que você perceba outras partes do seu rosto mais envelhecidas, mas que não têm relação com a cirurgia.

16. A qualidade ou textura da pele pode mudar após a cirurgia?
O procedimento não altera de maneira alguma a qualidade ou textura da pele, pois a bola de Bichat é bastante profunda.

Ocorre com o tempo, uma acomodação dos tecidos, sem qualquer mudança na qualidade da pele das bochechas.

17. O rosto pode voltar ao formato original após um tempo?
O resultado após a retirada da bola de Bichat é, na imensa maioria das vezes, definitivo.É muito raro que ocorra aumento da gordura após a sua retirada parcial.
A progressão do envelhecimento facial (impossível de ser parada com qualquer cirurgia) ou ganhos muito grandes de peso podem alterar um pouco o resultado com os anos.

Continue lendo esse artigo para saber mais sobre bichectomia ou cirurgia plástica para redução das bochechas.

18. É preciso fazer algum exame antes de fazer uma redução das bochechas?
A realização de exames pré-operatórios irá depender das características de saúde e idade de cada paciente. Na maioria dos pacientes jovens, e sem problemas de saúde, não são necessários exames adicionais, desde que seja feita uma avaliação médica detalhada.

Alguns profissionais recomendam a realização de ressonância magnética antes da bichectomia para avaliar o tamanho da bola de Bichat. Na minha opinião, esse exame não é necessário desde que seja feito um exame físico adequado do paciente.

O quantidade de gordura que contribuí para o aumento da bochecha, pode ser estimada muito bem pelo exame físico do paciente.

19. Qual a anestesia para bichectomia?
O procedimento pode ser feito com anestesia local simples, anestesia local com sedação ou anestesia geral. A escolha do melhor tipo de anestesia para realizar bichectomia dependerá das condições de cada paciente.

O mais importante é que a anestesia e a cirurgia sejam feitas dentro das melhores condições de segurança possíveis – prefiro sempre fazer as minhas cirurgias plásticas em hospitais.

20. A cirurgia de bichectomia dói? Como é o pós-operatório de bichectomia?
A redução das bochechas não é um procedimento dolorido.

O maior desconforto no pós operatório é causado pelo inchaço que ocorre após a cirurgia. Esse edema, costuma ser semelhante ao que ocorre com a retirada de dentes (siso principalmente) e começa a diminuir após 48 horas.

Quando não há associação com outras cirurgias (lipo do pescoço por exemplo), não há nem necessidade de curativos, pois os pontos ficam dentro da boca.

21. Aonde ou em que lugar fazer bichectomia?
Como comentado anteriormente, é fundamental certificar-se da qualidade das instalações onde você fará a sua cirurgia.

Prefiro fazer a cirugia plástica de bichectomia em hospital, tendo sempre em vista oferecer uma maior segurança aos meus pacientes – mesmo que o custo seja um pouco mais alto.

22. Para que serve a Bola de Bichat? Há problemas em retirar?
A bola de Bichat tem a função de facilitar a amamentação nos recém-nascidos.
Você já reparou as bochechas dos recém-nascidos?

Então…

Já deve ter notado que são bastante redondas e volumosas.

Isso é causado pela bola de Bichat.

Nessa fase, ela tem função em auxiliar na amamentação, evitando que as bochechas colabem enquanto o nenê suga o leite materno, além de proteger os ramos bucais do nervo facial.

Após a infância, a Gordura de Bichat não tem mais função fisiológica, podendo ser retirada sem problemas.

23. A bichectomia pode ser feita junto com outras cirurgias plásticas ou outros procedimentos estéticos?
A bichectomia pode ser associada a uma lipoaspiração do pescoço para melhorar o contorno da região cervical e bochechas.
Sim. Não há problemas em associar bichectomia com outras cirurgias plásticas.

Havendo esse desejo, é muito importante que tudo seja planejado em detalhes com o seu cirurgião plástico, visando o máximo possível de segurança na sua cirurgia.

Na maioria dos meus pacientes, a redução das bochechas é associada a uma lipoaspiração da região cervical para melhora do pescoço e das papadas. A associação com um lifting facial ou mini lifting, cirurgia das pálpebras e colocação de prótese de silicone é bastante comum também.

O preenchimento do rosto e bigode chinês e/ou lábios costuma pode ser feito junto com a cirurgia, melhorando ainda mais, a aparência da região dos lábios e boca.

24. Como é a recuperação após a bichectomia? Quanto tempo de recuperação?
Nos primeiros 3 dias há bastante inchaço e algumas áreas podem ficar roxas.

Após 4-7 dias geralmente, atividade sociais e trabalho podem ser plenamente retomados, desde que não exijam esforço físico.

Atividades aeróbicas leves são liberadas após duas semanas e academia entre 3 e 4 semanas.

25. Quais os cuidados no pós-operatório da bichectomia?
Os principais cuidados pós-operatórios são:

Evitar sol nas primeiras 4 semanas ou enquanto houverem áreas roxas/
Compressas geladas nos primeiros 3 dias/
Dieta liquida e pastosa nas primeiras 48 horas.
26. Quando posso voltar a fazer exercício ou academia após a bichectomia?
Atividade físicas leves como caminhadas podem ser retomadas após duas semanas.

Academia, exercícios de contato, ou mais intensos, são liberados após 3-4 semanas de acordo com a evolução de cada paciente.

27. Em quanto tempo posso notar o resultado após a bichectomia?
O resultado começa a ser notado após 2 semanas.

Durante esse período, o resultado é pouco percebido em função do inchaço. Após esse período, o rosto já começa a afinar e ficar mais definido, a partir daí os benefícios passam a ser evidentes.

O resultado final só pode ser avaliado após 6 meses da cirurgia.

28. Quais os riscos da bichectomia?
Existe o MITO de que a bichectomia é uma cirurgia perigosa e cheia de riscos.

Na verdade, o procedimento jamais deve ser banalizado por tratar-se de uma cirurgia plástica como qualquer outra, tendo, assim, os mesmos riscos de qualquer procedimento cirúrgico.

Existem dois riscos específicos da redução das bochechas: lesão dos ramos bucais no nervo facial (que movimentam a boca) e do ducto parotídio (que leva a saliva para a boca).

Duas boas notícias para quem ainda sofre com medo de fazer uma bichectomia devido a isso…

Esses dois acontecimentos podem ser diminuídos a praticamente zero, quando a cirugia é feita por um cirurgião plástico com experiência em cirurgia facial, sendo usada uma técnica cirúrgica atraumática e delicada.

Os ramos bucais que podem sofrer alterações, não são ramos únicos do nervo facial, sendo assim, na ocorrência de algum imprevisto, a boca na grande maioria das vezes, acaba sofrendo reinervação de outros ramos, voltando ao normal.

29. Existe alguma contraindicação para bichectomia?
Algumas contra indicações são: doenças sistêmicas descontroladas, contra-indicações clínicas em geral e pacientes com algum tipo de dismorfia corporal.

Pacientes com flacidez excessiva no rosto, devem sempre ser avaliados pelo cirurgião plástico com bastante cautela, pois, na maioria das vezes, a associação com um lifting facial trará melhores resultados que a bichectomia isolada.

28. Qual o tipo de médico que faz bichectomia?
O profissional mais indicado para fazer a bichectomia com finalidade estética é o cirurgião plástico, de preferência com experiência e treinamento em cirurgia plástica facial.

A redução das bochechas, em grande parte das vezes, precisa da associação com uma lipoaspiração do pescoço, para obtenção de um resultado mais completo nos pacientes que possuem, além do aumento da Gordura de Bichat, excesso de gordura no pescoço.

O cirurgião plástico é o único tipo de profissional treinado e habilitado a realizar lipoaspiração.

29. A cirurgia atrapalha na mastigação?
Não. A redução das bochechas pode inclusive trazer uma melhora funcional, para quem está sempre “mordendo as bochechas” em função do aumento da Gordura de Bichat.

30. Qual o preço da bichectomia?
O valor da bichectomia poderá variar dependendo das necessidades de cada paciente e do local onde será realizada a cirurgia plástica.

É claro que o preço da bichetomia fica sempre em torno de uma média de valores, entretanto a divulgação do preço de cirurgia plástica não é permitida sem uma avaliação formal do paciente.

A melhor maneira de saber quanto custa uma bichectomia para o seu caso, é agendar uma consulta de avaliação com um cirurgião plástico da sua confiança.

31. A bichectomia pode ser feita pelo plano de saúde ou convênio?
Como a redução das bochechas é uma cirurgia plástica estética, em 95% das vezes os planos de saúde ou convênios não autorizam o procedimento.

A consulta médica com o cirurgião plástico pode ser feita sem problemas pelo convênio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *