Pomadas para os 7 problemas de pele mais comuns

Pomadas para os 7 problemas de pele mais comuns

Problemas de pele como assaduras, sarnas, dermatite e psoríase normalmente são tratadas com o uso de cremes e pomadas que devem ser aplicados diretamente no local afetado.

Em geral, esses produtos têm propriedades anti-inflamatórias e que estimulam a cicatrização da pele, ajudando também a aliviar alguns sintomas como coceira e vermelhidão. O tipo de produto e a duração do tratamento depende da causa do problema, devendo ser orientado pelo dermatologista.

1. Assaduras de bebê
As assaduras são problemas de pele comuns nos bebês devido ao uso constante de fraldas e do contato da pele com a urina e as fezes, e seus sintomas normalmente são pele vermelha, quente, dolorida e com bolinhas.

O que fazer: Utilizar pomadas como Bepantol, Hipoglós ou Dermodex, que formam uma camada protetora na pele e estimulam a cicatrização. Ao trocar a fralda, é importante limpar toda a pomada que ainda estiver na pele e reaplicar o produto novamente. Veja outros exemplos aqui.

2. Sarna
A sarna, também chamada de escabiose, é caracterizada pelo aparecimento de manchas vermelhas na pele e coceira, que aumenta principalmente à noite.

Leia também: 5 Problemas de pele

O que fazer: Deve-se aplicar pomadas ou cremes contendo permetrina, peróxido de benzoíla ou ivermectina em todo o corpo, como o Sarnilab, Acarsan e Benzotisan, de acordo com orientação médica. Esses medicamentos normalmente são aplicados durante 3 dias, dando então um intervalo de 7 dias e depois reiniciar o uso por mais 3 dias. Veja mais em: Remédio para Sarna Humana.

Pomadas para os 7 problemas de pele mais comuns
3. Queimadura
Todo tipo de queimadura precisa inicialmente ser tratada com o uso de pomadas, que podem ser eficientes para cicatrizar a pele e evitar cicatrizes nos casos de queimaduras de 1º grau, como as causadas pelo sol ou por água ou objetos quentes, desde que não cause a formação de bolhas.

O que fazer: Aplicar pomadas como Nebacetin, Esperson e Dermazine​ diariamente na pele para hidratar os tecidos e reduzir a inflamação, disfarçando a cicatriz. Veja mais em Como tratar a cicatriz de queimadura.

4. Manchas na pele
Manchas de pele normalmente são causadas pela idade, excesso de sol, uso de produtos químicos, cicatrizes de doenças ou queimaduras, sendo normalmente de difícil tratamento.

O que fazer: Pomadas como Dexpantenol, Hipoglós e Minâncora ajudam a clarear manchas nas axilas e virilhas. Para manchas na pele causadas pelo sol, pode-se usar produtos como Triderm e Melani D. Veja outras formas de clarear a pele.

5. Micose
A micose é uma doença causada por fungos que podem afetar a pele, as unhas ou o couro cabeludo, causando coceira e manchas.

O que fazer: Aplicar pomadas ou loções em spray no local afetado durante 3 a 4 semanas, segundo orientação médica. Alguns exemplos de produtos utilizados são Cetoconazol, Miconazol e Naftifina. Veja mais em Tratamento para micose.

6. Dermatite atópica
A dermatite atópica é uma inflamação da pele que pode surgir em qualquer idade, causando sintomas como inchaço, vermelhidão, coceira e descamação.

O que fazer: Esta doença não tem cura, mas pode ser controlada com o uso de pomadas e cremes corticoides e que estimulam a cicatrização prescritos pelo dermatologista, como Betametasona, Dexametasona e Tacrolimos. Veja como é feito o tratamento completo.

7. Psoríase
A psoríase provoca o aparecimento de feridas, coceira, descamação e, nos casos mais graves, surgem placas avermelhadas na pele. Esta doença não tem uma causa específica e não há cura, apenas controle dos sintomas.

O que fazer: O tratamento da psoríase inclui o uso de cremes hidratantes e pomadas anti-inflamatórias, que também diminuem a coceira e estimulam a cicatrização, como Antralina e Daivonex. Saiba como é feito o tratamento da psoríase.

É importante lembrar que qualquer problema de pele deve ser tratado com a orientação do dermatologista, pois os produtos podem provocar efeitos colaterais, alergias ou causar manchas quando são usados de forma errada.

Flacidez facial e corporal: conheça suas características e saiba como tratar

Flacidez facial e corporal: conheça suas características e saiba como tratar

Flacidez facial e corporal: conheça suas características e saiba como tratar
A flacidez é um sinal bastante comum do envelhecimento da pele, tanto no rosto, quanto no corpo. Mas você sabia que há como preveni-la e até mesmo tratá-la? Com algumas mudanças de hábitos e os dermocosméticos certos, é possível deixar a pele muito mais firme, bonita e saudável. Saiba como combater a flacidez!

Leia também: Flacidez o que é

O que é a flacidez
A flacidez pode atingir o rosto e o corpo e é resultado de um processo natural da pele, decorrente do envelhecimento que se dá com o passar dos anos. Ela pode ser agravada por maus hábitos como uma alimentação ruim e sedentarismo. O surgimento da flacidez está relacionado, principalmente, à queda na produção de colágeno, que promove firmeza à pele e de ácido hialurônico, molécula responsável por deixar a pele preenchida. Com o avanço da idade e a diminuição da síntese dessas substâncias, a flacidez e os sinais do envelhecimento da pele ficam mais aparentes.

A partir dos 25 anos já é possível notar os efeitos da flacidez na pele. No entanto, essa perda de sustentação aparece com mais frequência após a menopausa nas mulheres e em idosos de ambos os sexos, pois há a substituição de parte dos músculos por gordura. Além disso, pessoas que tiveram um perda de peso drástica, que têm a pele clara e aquelas que se expõem ao sol com frequência, principalmente sem a devida proteção, também são bastante afetadas.

Cuidados básicos para evitar e prevenir a flacidez
Você pode prevenir a flacidez, desenvolvendo alguns hábitos saudáveis para a saúde e a beleza. Como já mencionamos, não praticar exercícios físicos e ter uma má alimentação contribuem para agravar a flacidez, por isso invista em uma alimentação balanceada. Alimentos com antioxidantes, como leites, cereais e peixes, ajudam a manter a pele firme.

Outra dica é praticar atividades físicas regularmente, como pilates e musculação, que estimulam o tônus muscular e a diminuição do tecido adiposo. Isso é importante porque a gordura pode esconder um músculo tonificado, ocasionando a flacidez. Assim, você também consegue evitar a variação de peso e o efeito sanfona, que deixa a pele flácida e pode causar estrias.

Além disso, massagear os músculos faciais ajuda a manter a pele firme. Se beneficie também do uso do filtro solar diariamente, pois a exposição ao sol sem proteção faz com que a pele perca força. Você ainda pode usar dermocosméticos que atuam no combate à flacidez. Continue lendo!

Melhores ativos e tratamentos para tratar a flacidez
Hoje em dia, já existem diversos dermocosméticos e tratamentos que te ajudam a combater a flacidez da pele. No consultório do dermatologista, você irá observar bons resultados com o uso de radiofrequência, já que o calor nos ajuda a produzir colágeno. A temperatura atingida no tratamento contrai as fibras existentes, diminuindo a flacidez. Outros tratamentos eficazes são preenchimento com ácido polilático e hidroxiapatita de cálcio, além do laser de CO2 não ablativo. Consulte seu médico para saber qual procedimento irá atender as suas necessidades.

Você também pode utilizar dermocosméticos no tratamento da flacidez da pele e do corpo. Na hora de escolher o produto, procure ativos que estimulem a produção de colágeno, como por exemplo as Vitaminas A e C. Aproveite também as vantagens que o ácido hialurônico oferece para amenizar a flacidez. Ele trabalha na firmeza da pele e elimina os radicais livres gerados no tecido após exposição à luz UV.

Alimentos vilões e aliados no combate à flacidez
Sua alimentação pode fazer uma grande diferença no combate à flacidez. Para evitar o surgimento e o agravamento da pele flácida, evite consumir muitos doces, álcool, refrigerantes, frituras, alimentos embutidos e ricos em sódio. Você também pode contar com a ajuda extra de outros nutrientes, que são aliados para deixar a pele mais firme. A gelatina, por exemplo, apresenta grandes quantidades de colágeno e, além de melhorar a aparência da pele, também é ótima para unhas e cabelos.

As frutas vermelhas, como a amora e o morango, são ricas em antioxidantes, que combatem os efeitos dos radicais livres na pele. Enquanto isso, os alimentos alaranjados são ricos em Vitamina A e as frutas cítricas contêm Vitamina C, substâncias que contribuem para a formação de colágeno. Já a aveia, é fonte de silício, substância capaz de estimular a produção de colágeno.

Segredos do mundo inteiro para ter uma pele saudável

Segredos do mundo inteiro para ter uma pele saudável

Durante muito tempo tentamos descobrir uma receita mágica para manter o rosto sempre jovem e a pele impecavelmente lisa.

Nós, do Incrível.club, encontramos alguns segredos de diferentes países. Sabemos que não existe uma fórmula mágica, afinal de contas o envelhecimento é parte da natureza e pode ser muito bonito, mas, ainda assim, é importante cuidar da pele. Sabemos que esses rituais vão te ajudar a manter a pele muito mais bonita.

França
Esfregar a pele com cubos de gelo estimula a circulação sanguínea e dá um aspecto mais brilhante à pele.
Compressas com diferentes temperaturas pela manhã e pela noite. Dão mais cor e elasticidade à pele do rosto e melhoram a circulação. Coloque uma toalha molhada em água quente no rosto. Em seguida, repita o processo com uma toalha com água fria. Repita o processo várias vezes.
Suco de limão para as inflamações. Ajuda a secar as espinhas e a curar as irritações. Mas cuidado! Suco de limão em contato com o sol provoca queimaduras.
Chile

Leia também: Dicas pele saudável

Segredos do mundo inteiro para ter uma pele saudável
Uvas vermelhas para uma pele reluzente. Os antioxidantes das uvas são muito potentes. Misture as uvas com duas colheres de farinha e aplique no rosto por 10 minutos. Em seguida, enxugue com uma toalha morna. Esta máscara é melhor ser aplicada pela manhã.
Suécia
Alimentação balanceada. O segredo das mulheres suecas para uma pele bonita é uma dieta rica em antioxidantes de frutas vermelhas e muito peixe.
Sauna. O ar seco e quente da sauna seca dilata os poros e ajuda na eliminação rápida das toxinas do organismo.
Japão
Segredos do mundo inteiro para ter uma pele saudável
Água de arroz para lavar a cara. Purifica e estimula a produção de colágeno, dando elasticidade à pele.
A receita do creme de arroz está aqui
Massagem diária do rosto. Para conservar a elasticidade da pele e enriquecê-la com mais oxigênio. Realize o procedimento com diferentes cremes e óleos. As técnicas variam muito.
Pó compacto. Para que a pele brilhe de maneira natural, use pó compacto. Não use muito para não fechar os poros.
Brasil
Suco de cenoura (ótimo contra as espinhas). 30 g de suco ajudam a eliminar as espinhas, isso graças ao betacaroteno.
Espanha
Segredos do mundo inteiro para ter uma pele saudável
Rodelas de batata contra as olheiras. Corte a batata em rodelas e deixe sobre as pálpebras fechadas durante 10 minutos.
Coréia do Sul
Fermento de caracol. O componente mais popular dos cremes coreanos para o rosto. Contém propriedades curativas, colágeno e elastina.
Óleos. Para uma pele perfeitamente lisa, faça máscaras com óleos de coco e argan.
Sérum facial com componentes naturais. As coreanas usam todas as noites. O esquema é aplicar o sérum, o azeite e o creme.
Mudar frequentemente de cosméticos. Desta forma, a pele não se acostuma ao produto e permanece sensível aos seus componentes.
Turquia
Segredos do mundo inteiro para ter uma pele saudável
Máscara e loção de marmelo. Purifica a pele gordurosa.
Procure as receitas aqui
Massagem com pedra de jade e nefrita. Ajuda na circulação sanguínea.
Israel
Esfoliante à base de sal marinho. Ajuda a eliminar as toxinas da pele.
Veja aqui como preparar
China
Chá. Os chás ajudam a purificar a pele.
Veja aqui a receita de chá de bagas de goji
Rússia
Segredos do mundo inteiro para ter uma pele saudável
Esfoliante de aveia. Perfeito para purificar, umedecer e tonificar a pele do rosto.
A receita está aqui
Banho de vapor para purificar o rosto. Ferva 1 litro de água, 2 colheres de camomila e deixe o rosto no vapor durante 20 minutos. Aplicar o esfoliante após este procedimento é ainda mais eficiente.
Água congelada. Estimula as células do rosto e as fibras. Melhora a cor do rosto e ajuda no rejuvenescimento.
Veja aqui o passo a passo
Grécia
Tudo depende de uma boa alimentação. As mulheres gregas comem muita fruta e verduras ricas em vitaminas e antioxidantes, além de peixe, rico em aminoácidos, omega-3 e omega-6.
Máscara com cúrcuma. Tem propriedades purificadoras e bactericidas.
Veja aqui como preparar
Azeite de oliva. A massagem com azeite de oliva ajuda a manter a pele saudável, bonita e firme.
Egito
Máscara de argila branca. A argila tem propriedades purificadoras e branqueadoras.
Creme de suco de aloe vera. Essa planta ajuda a equilibrar o nível de água, protege de fatores externos que provocam o envelhecimento, nutre e deixa a pele mais úmida.

Procedimentos Bichectomia

Procedimentos Bichectomia

Principais perguntas e respostas
1. Para quem está indicada a bichectomia? Quem pode fazer?
Após uma pesquisa com os pacientes que me procuraram para fazer uma bichectomia em Porto Alegre nos últimos 6 meses, cheguei a esses 8 principais motivos que levam as pessoas a buscar uma cirurgia plástica para reduzir o tamanho e volume das bochechas:

Insatisfação com volume muito grande das bochechas (“bochechas muito cheias”);
Baixa auto estima e insegurança com a aparência do rosto;
“Traços” do rosto muito grosseiros e falta de harmonia no rosto;
Rosto muito grande ao sorrir;
Falta de definição da linha da mandíbula e pescoço;
Excesso de “papadas” no rosto e pescoço;
Rosto com volume aumentado mesmo perdendo peso (“emagreço, emagreço e as bochechas continuam grandes”);
Desejo de uma estética facial mais atraente.
2. A partir de qual idade posso fazer uma cirurgia plástica para diminuir as bochechas?
Geralmente, a maior parte das cirurgias plásticas estéticas no rosto, poderá ser feita assim que houver o crescimento completo da face. Sendo assim, a cirurgia pode ser feita já na adolescência, desde que haja consentimento por escrito dos responsáveis pelo paciente.

Na minha clínica de cirurgia plástica, a maioria dos pacientes possuem entre 20-40 anos.

3. Qual parte do rosto a bichectomia pode melhorar?
A bichectomia diminui as bochechas e afina a parte inferior do rosto, definindo melhor as “maças do rosto”.
A retirada da gordura das bochechas, faz com que a parte inferior ou baixa do rosto, fique mais fina, delicada e retangular – características típicas de um rosto atraente.

A retirada da Bola de Bichat, causa o que as mulheres chamam de “efeito blush”, ou seja, as “maçãs do rosto” parecem mais proeminentes e rosto mais fino.

Resumindo: a cirurgia busca realçar e afinar o rosto deixando-o mais contornado!

4. Tenho as “maçãs do rosto” grandes ou já evidentes. A cirurgia de bichectomia é indicada para mim?
Muitos pacientes têm o interesse em fazer a cirurgia de bichectomia para diminuir as bochechas e afinar o rosto. Entretanto, para alguns é fundamental uma avaliação facial completa, para verificar, se a cirurgia poderá trazer os benefícios esperados.

Há duas situações específicas que devem avaliadas:

Hipertrofia do músculo masseter

O rosto largo pode ser decorrente da hipertrofia do músculo masseter, o responsável pela mastigação. Nesse caso, pode ser feito um tratamento com toxina botulínica (botox) ou com intervenção cirúrgica.

Esse músculo, causa inchaço na parte de trás das bochechas (no angulo da mandíbula) e a bichectomia pode ter um resultado limitado, dependendo da região com a qual o paciente se incomoda.

“Maçãs do rosto” já proeminentes ou grandes

Nesse caso, não há contraindicação para a bichectomia. A cirurgia não irá aumentar o volume das “maçãs do rosto”, ela apenas causará um efeito visual de realça-lás.

5. Como é feita a cirurgia de bichectomia?
A cirurgia plástica que retira gordura das bochechas, é feita através de um pequeno corte na parte interna da boca (não há cicatrizes externas ou perceptíveis).

Através desse corte, é retirado o excesso da gordura de Bichat. A incisão é suturada com dois ou três pontos absorvíveis – não ha necessidade de retirada de pontos.

6. Quais famosas ou celebridades que já fizeram bichectomia?
Essa pergunta não poderia faltar nesse artigo, afinal de contas, muita gente ainda associa essa cirurgia plástica à pessoas famosas e celebridades, que teriam feito a intervenção.

Leia também: Bichectomia o que comer depois

Esses são alguns exemplos de celebridades conhecidas por terem feito bichectomia: Victoria Beckham, Kim Kardashian, Angelina Jolie e Megan Fox, Madona.

7. Onde fica a cicatriz ou corte após a redução das bochechas?
O corte ou cicatriz fica dentro da boca, bem na parte superior das bochechas, perto dos dentes molares superiores. A cicatriz não é perceptível externamente.

8. A bichectomia é feita nos homens?
A redução das bochechas ou bichectomia no homem é muito procurada!

Aliás…

Bichectomia em homens é muito comum!

Qualquer cirurgia plástica estética no homem, tem suas particularidades e, com a bichectomia masculina não é diferente. O cirurgião plástico deve sempre estar atento, para que os traços típicos do rosto atraente masculino não sejam perdidos.

9. A redução das bochechas pode alterar a “covinha” das bochechas?
Muitas pessoas não gostam do formato do rosto, porém têm medo de perder as “covinhas das bochechas” após a cirurgia. A “covinha” das bochechas é causada pela inserção dos músculos que fazem a mímica da boca, os quais não são alterados.

Sendo assim, se observarmos fotos de bichectomia antes e depois, vemos que não há alteração nas covinhas.

A bichectomia não altera a “covinha” das bochechas!

10. É possível conseguir um rosto mais simétrico com a bichectomia?
Nos casos em que a assimetria do rosto é causada por diferenças na quantidade da gordura de Bichat, a cirurgia de bichectomia pode ATENUAR a assimetria.

Infelizmente, na maioria dos casos, as assimetrias do rosto não costumam ser causadas apenas pela gordura de Bichat, havendo alteração óssea e dos demais tecidos moles do rosto.

O fundamental é que isso seja avaliado pelo cirurgião plástico para que não se criem expectativas frustradas para quem busca um rosto mais simétrico.

11. A cirurgia corrige o “queixo duplo”?
Não. A correção do chamado “queixo duplo”, será feita de acordo com as características anatômicas do paciente.

Existem opções como: retirada de pele com uma cicatriz próxima ao queixo, lipoaspiração, ressecção aberta da gordura, ou em casos mais severos, até mesmo um mini lifting facial.

12. Quanto de volume pode ser diminuído com a cirurgia plástica das bochechas? A bola de Bichat deve sempre ser retirada inteira?
Geralmente é feita a retirada parcial da bola de Bichat. O volume retirado deve ser suficiente para causar um benefício estético, sem aprofundar muito a região das bochechas.

O resultado deve ser bastante natural, sem “dar na cara” que foi feita uma cirurgia plástica. Não existem medidas exatas e a quantidade ideal, depende muito do senso estético de cada cirurgião plástico.

13. Existe alguma indicação funcional para diminuir a bochecha? O que é a bichectomia funcional?
A bichectomia funcional costuma ser feita em pacientes que com muito volume na região da bola de Bichat, os quais, em função disso, acabam mordendo muito as bochechas.

A lesão repetida da parte interna da bochecha, pode causar uma proliferação de bactérias que podem causar mau hálito e doenças da cavidade oral e gengiva. Nesses pacientes, pode haver inclusive formação de caseos amigdalianos (bolinhas brancas que ficam coladas na garganta gerando mau hálito).

Está gostando desse artigo? Então cadastre seu email aqui para se juntar a vários leitores inteligentes para receber novos conteúdos.

14. As bochechas podem voltar a crescer e aumentar de tamanho após a bichectomia?
Essa cirugia plástica é bastante procurada por pessoas que emagrecem “tudo o que podem” e continuam com as bochechas grandes.

“Emagreço, emagreço, e as minhas bochechas continuam grandes!”

Ocorre que a gordura de Bichat é a última gordura do organismo a ser absorvida, em casos de perda de peso, ou seja, você pode perder peso (chegando a ficar com o aspecto feio) e as bochechas continuarão volumosas.

A tendência das bochechas de crescerem quando ocorre ganho de peso, diminui muito com o procedimento. Entretanto, em casos de grandes ganhos ponderais, elas podem aumentar de tamanho novamente.

15. A bichectomia ou redução das bochechas envelhece? As bochechas podem ficar flácidas após a cirurgia?
Você já ouviu o MITO que a bichectomia envelhece?

Então…

Isso não é verdade!

A diminuição das bochechas é feita há muito tempo como procedimento acessório às cirurgias de lifting e rejuvenescimento facial.

Logo, a bichectomia pode rejuvenescer bastante o rosto em pacientes com muito excesso de papada ou bochechas.

Você já ouviu falar que a perda de gordura do rosto contribuí para o envelhecimento?

E agora?

Então…

A gordura de Bichat não tem função estrutural ou de sustentação, pois é um tecido muito mole, sendo diferente dos demais compartimentos de gordura do rosto, cuja absorção causa o envelhecimento do rosto.

O fundamental é que o seu rosto seja avaliado de maneira completa, por um cirurgião plástico especialista em face da sua confiança. O que pode ocorrer, é que você perceba outras partes do seu rosto mais envelhecidas, mas que não têm relação com a cirurgia.

16. A qualidade ou textura da pele pode mudar após a cirurgia?
O procedimento não altera de maneira alguma a qualidade ou textura da pele, pois a bola de Bichat é bastante profunda.

Ocorre com o tempo, uma acomodação dos tecidos, sem qualquer mudança na qualidade da pele das bochechas.

17. O rosto pode voltar ao formato original após um tempo?
O resultado após a retirada da bola de Bichat é, na imensa maioria das vezes, definitivo.É muito raro que ocorra aumento da gordura após a sua retirada parcial.
A progressão do envelhecimento facial (impossível de ser parada com qualquer cirurgia) ou ganhos muito grandes de peso podem alterar um pouco o resultado com os anos.

Continue lendo esse artigo para saber mais sobre bichectomia ou cirurgia plástica para redução das bochechas.

18. É preciso fazer algum exame antes de fazer uma redução das bochechas?
A realização de exames pré-operatórios irá depender das características de saúde e idade de cada paciente. Na maioria dos pacientes jovens, e sem problemas de saúde, não são necessários exames adicionais, desde que seja feita uma avaliação médica detalhada.

Alguns profissionais recomendam a realização de ressonância magnética antes da bichectomia para avaliar o tamanho da bola de Bichat. Na minha opinião, esse exame não é necessário desde que seja feito um exame físico adequado do paciente.

O quantidade de gordura que contribuí para o aumento da bochecha, pode ser estimada muito bem pelo exame físico do paciente.

19. Qual a anestesia para bichectomia?
O procedimento pode ser feito com anestesia local simples, anestesia local com sedação ou anestesia geral. A escolha do melhor tipo de anestesia para realizar bichectomia dependerá das condições de cada paciente.

O mais importante é que a anestesia e a cirurgia sejam feitas dentro das melhores condições de segurança possíveis – prefiro sempre fazer as minhas cirurgias plásticas em hospitais.

20. A cirurgia de bichectomia dói? Como é o pós-operatório de bichectomia?
A redução das bochechas não é um procedimento dolorido.

O maior desconforto no pós operatório é causado pelo inchaço que ocorre após a cirurgia. Esse edema, costuma ser semelhante ao que ocorre com a retirada de dentes (siso principalmente) e começa a diminuir após 48 horas.

Quando não há associação com outras cirurgias (lipo do pescoço por exemplo), não há nem necessidade de curativos, pois os pontos ficam dentro da boca.

21. Aonde ou em que lugar fazer bichectomia?
Como comentado anteriormente, é fundamental certificar-se da qualidade das instalações onde você fará a sua cirurgia.

Prefiro fazer a cirugia plástica de bichectomia em hospital, tendo sempre em vista oferecer uma maior segurança aos meus pacientes – mesmo que o custo seja um pouco mais alto.

22. Para que serve a Bola de Bichat? Há problemas em retirar?
A bola de Bichat tem a função de facilitar a amamentação nos recém-nascidos.
Você já reparou as bochechas dos recém-nascidos?

Então…

Já deve ter notado que são bastante redondas e volumosas.

Isso é causado pela bola de Bichat.

Nessa fase, ela tem função em auxiliar na amamentação, evitando que as bochechas colabem enquanto o nenê suga o leite materno, além de proteger os ramos bucais do nervo facial.

Após a infância, a Gordura de Bichat não tem mais função fisiológica, podendo ser retirada sem problemas.

23. A bichectomia pode ser feita junto com outras cirurgias plásticas ou outros procedimentos estéticos?
A bichectomia pode ser associada a uma lipoaspiração do pescoço para melhorar o contorno da região cervical e bochechas.
Sim. Não há problemas em associar bichectomia com outras cirurgias plásticas.

Havendo esse desejo, é muito importante que tudo seja planejado em detalhes com o seu cirurgião plástico, visando o máximo possível de segurança na sua cirurgia.

Na maioria dos meus pacientes, a redução das bochechas é associada a uma lipoaspiração da região cervical para melhora do pescoço e das papadas. A associação com um lifting facial ou mini lifting, cirurgia das pálpebras e colocação de prótese de silicone é bastante comum também.

O preenchimento do rosto e bigode chinês e/ou lábios costuma pode ser feito junto com a cirurgia, melhorando ainda mais, a aparência da região dos lábios e boca.

24. Como é a recuperação após a bichectomia? Quanto tempo de recuperação?
Nos primeiros 3 dias há bastante inchaço e algumas áreas podem ficar roxas.

Após 4-7 dias geralmente, atividade sociais e trabalho podem ser plenamente retomados, desde que não exijam esforço físico.

Atividades aeróbicas leves são liberadas após duas semanas e academia entre 3 e 4 semanas.

25. Quais os cuidados no pós-operatório da bichectomia?
Os principais cuidados pós-operatórios são:

Evitar sol nas primeiras 4 semanas ou enquanto houverem áreas roxas/
Compressas geladas nos primeiros 3 dias/
Dieta liquida e pastosa nas primeiras 48 horas.
26. Quando posso voltar a fazer exercício ou academia após a bichectomia?
Atividade físicas leves como caminhadas podem ser retomadas após duas semanas.

Academia, exercícios de contato, ou mais intensos, são liberados após 3-4 semanas de acordo com a evolução de cada paciente.

27. Em quanto tempo posso notar o resultado após a bichectomia?
O resultado começa a ser notado após 2 semanas.

Durante esse período, o resultado é pouco percebido em função do inchaço. Após esse período, o rosto já começa a afinar e ficar mais definido, a partir daí os benefícios passam a ser evidentes.

O resultado final só pode ser avaliado após 6 meses da cirurgia.

28. Quais os riscos da bichectomia?
Existe o MITO de que a bichectomia é uma cirurgia perigosa e cheia de riscos.

Na verdade, o procedimento jamais deve ser banalizado por tratar-se de uma cirurgia plástica como qualquer outra, tendo, assim, os mesmos riscos de qualquer procedimento cirúrgico.

Existem dois riscos específicos da redução das bochechas: lesão dos ramos bucais no nervo facial (que movimentam a boca) e do ducto parotídio (que leva a saliva para a boca).

Duas boas notícias para quem ainda sofre com medo de fazer uma bichectomia devido a isso…

Esses dois acontecimentos podem ser diminuídos a praticamente zero, quando a cirugia é feita por um cirurgião plástico com experiência em cirurgia facial, sendo usada uma técnica cirúrgica atraumática e delicada.

Os ramos bucais que podem sofrer alterações, não são ramos únicos do nervo facial, sendo assim, na ocorrência de algum imprevisto, a boca na grande maioria das vezes, acaba sofrendo reinervação de outros ramos, voltando ao normal.

29. Existe alguma contraindicação para bichectomia?
Algumas contra indicações são: doenças sistêmicas descontroladas, contra-indicações clínicas em geral e pacientes com algum tipo de dismorfia corporal.

Pacientes com flacidez excessiva no rosto, devem sempre ser avaliados pelo cirurgião plástico com bastante cautela, pois, na maioria das vezes, a associação com um lifting facial trará melhores resultados que a bichectomia isolada.

28. Qual o tipo de médico que faz bichectomia?
O profissional mais indicado para fazer a bichectomia com finalidade estética é o cirurgião plástico, de preferência com experiência e treinamento em cirurgia plástica facial.

A redução das bochechas, em grande parte das vezes, precisa da associação com uma lipoaspiração do pescoço, para obtenção de um resultado mais completo nos pacientes que possuem, além do aumento da Gordura de Bichat, excesso de gordura no pescoço.

O cirurgião plástico é o único tipo de profissional treinado e habilitado a realizar lipoaspiração.

29. A cirurgia atrapalha na mastigação?
Não. A redução das bochechas pode inclusive trazer uma melhora funcional, para quem está sempre “mordendo as bochechas” em função do aumento da Gordura de Bichat.

30. Qual o preço da bichectomia?
O valor da bichectomia poderá variar dependendo das necessidades de cada paciente e do local onde será realizada a cirurgia plástica.

É claro que o preço da bichetomia fica sempre em torno de uma média de valores, entretanto a divulgação do preço de cirurgia plástica não é permitida sem uma avaliação formal do paciente.

A melhor maneira de saber quanto custa uma bichectomia para o seu caso, é agendar uma consulta de avaliação com um cirurgião plástico da sua confiança.

31. A bichectomia pode ser feita pelo plano de saúde ou convênio?
Como a redução das bochechas é uma cirurgia plástica estética, em 95% das vezes os planos de saúde ou convênios não autorizam o procedimento.

A consulta médica com o cirurgião plástico pode ser feita sem problemas pelo convênio.

Biotina: Quais os benefícios? Para o cabelo, para as unhas… Biotina engorda?

Biotina: Quais os benefícios? Para o cabelo, para as unhas… Biotina engorda?

Se você sempre está em busca de soluções estéticas e saudáveis para o seu corpo, provavelmente já ouviu falar de biotina. Essa vitamina é muito utilizada em diversos produtos e suplementos alimentares pelo poder que ela tem em solucionar alguns problemas típicos da saúde e beleza feminina, como fortalecimento das unhas e cabelos.

Nos tópicos a seguir você vai entender, de uma vez por todas, o que é a biotina, para que ela serve, os benefícios dessa vitamina e como encontrá-la. Veja!

Contents [hide]

1 O que é a biotina?
2 Quais os benefícios?
3 Biotina para cabelo
4 Biotina manipulada
5 Engorda?
6 Alimentos com biotina
O que é a biotina?
A biotina é uma vitamina presente no incrível complexo B. Ela também pode ser chamada de vitamina B7 ou H, uma nova letra dada a essa substância muito importante para o fortalecimento de áreas essenciais do corpo humano.

A biotina é fabricada no próprio organismo na parte do intestino pelas bactérias que vivem nesse órgão. Ela também pode ser adquirida por meio da alimentação e do uso de suplementos alimentares. Ela é uma vitamina hidrossolúvel e essa qualidade faz dela ainda mais importante para o corpo humano.

Leia também: o que é Biotina

Quais os benefícios?
São dezenas os benefícios que a biotina traz para o corpo humano. Os mais comuns e mais falados têm relação com o fortalecimento dos fios de cabelo, das unhas, da pele, o que gera mais brilho, mais força, mais saúde para a pessoa que tem um nível de biotina regular no organismo.

Só que não é apenas isso que a biotina faz de bem para o ser humano. Ela regula os níveis de açúcar no sangue, diminui o colesterol e os vilões triglicérides, melhora o funcionamento do metabolismo, repara algumas células e tecidos, como a medula óssea e as do sistema nervoso, além de auxiliar na perda de peso e no aumento de massa muscular.

Claro que esses benefícios dependem de outras ações. A biotina sozinha não consegue resolver os problemas de saúde e de estética de uma pessoa, mas é uma grande aliada a ajudar nesses quesitos descritos no parágrafo acima.

A falta de biotina no corpo humano pode trazer graves problemas, porém é muito difícil que isso ocorra, porque as bactérias do intestino produzem a quantidade suficiente para uma vida saudável. Sem sequer a necessidade de suplementação. As pessoas fazem uso de suplementos para ter mais biotina e conseguir melhores benefícios.

Porém, em casos isolados, pode ser que uma pessoa tenha deficiência de biotina. Isso pode causar problemas neurológicos, como a letargia, a depressão e, até mesmo, alucinações. Queda de cabelo, problemas na pele e conjuntivite também são sintomas da falta dessa vitamina.

Biotina para cabelo

Existem vários suplementos alimentares com base em biotina que são usados para melhorar o brilho dos fios, fortalecer o cabelo e evitar a queda. Alguns até prometem a cura da calvície, mas isso não é comprovado cientificamente.

Entre os produtos que usam a biotina como elemento principal, um dos mais famosos é o Pill Food, que tem como funcionalidade exatamente melhorar e fortalecer cabelos, peles e unhas.

Você também pode adquirir mais biotina para o seu corpo e cabelos através da alimentação rica em vitamina B7.

Biotina manipulada
Algumas farmácias de manipulação fazem e vendem compostos com base em biotina para quem deseja ou precisa tomá-la como suplementação alimentar. É bom não exagerar também na quantidade. Uma ou duas cápsulas por dia são mais do que suficientes, mais do que isso podem ocorrer reações adversas.

Engorda?
Vários boatos espalhados pela internet dizem que o uso de biotina por meio de suplementação pode engordar, é uma mentira deslavada. Na verdade, o que ocorre é o contrário. A biotina elimina os triglicerídeos, o colesterol, o açúcar, acelera o metabolismo e isso faz as pessoas perderem peso, não o contrário.

Alimentos com biotina
Se você não quer tomar suplementos com biotina, pode adquiri-la a partir da alimentação. Produtos como gema de ovo, leite, peixes, fígado de boi, soja, nozes, arroz integral, batata, banana, brócolis e espinafre possuem quantidades relevantes da vitamina B7.

A clara de ovo tem substâncias que podem diminuir a quantidade de biotina no seu corpo, por isso tome cuidado com esse alimento.

Caso ainda tenha restado alguma dúvida sobre o uso da biotina, deixe o seu comentário aqui embaixo!

Veias Varicosas e Varizes

Veias Varicosas e Varizes

Veias varicosas afetam a vida de milhões de pessoas. E por causa dessa frequência e divulgação, a maioria das pessoas reconhece facilmente as veias varicosas como veias dilatadas e tortuosas, visíveis a olho nu e que saltam por sobre a pele. O diagnóstico muitas vezes é feito pelo próprio paciente.
Mas você sabia que você pode ter veias varicosas não tão aparentes e nem ficar sabendo?
Muitas dessas veias estão abaixo da superfície da pele e não são visíveis. As teleangectasias visíveis e as veias varicosas às vezes são apenas a ponta do iceberg. Embora a maioria dos pacientes procure ajuda médica porque esta descontente com a parte estética das teleangectasias e das veias varicosas, isso pode esconder, de fato, um problema venoso muito maior.
As teleangectasias e veias varicosas podem ser um sinal externo, ou um aviso, de que há um problema interno que é conhecido como insuficiência venosa. Pacientes que têm dor crônica, desconforto, sensação de peso ou câimbras, são pacientes que têm mais chance de possuir insuficiência venosa.
As veias varicosas normalmente aparecem em adultos e podem ser causadas por uma variedade de fatores genéticos, ambientais e ocupacionais. O histórico familiar de veias varicosas, múltiplas gravidezes, exposição ao hormônio estrogênio com medicamentos, um estilo de vida sedentário, trauma de tecidos moles e algumas profissões que requerem muito tempo sentado ou de pé. Histórico de trombose e idade avançada, podem todos contribuir para o desenvolvimento da doença venosa, como veias varicosas e insuficiência venosa.

Leia também: comprar Varicell

As pessoas frequentemente pensam “O que causa a veia varicosa?”
Enquanto veias normais do nosso corpo trazem o sangue de volta para cima, trazem o sangue das pernas de volta para o coração, as veias varicosas permitem o fluxo sanguíneo nas duas direções, tanto para cima, para o coração, quanto para baixo, para os pés. Isso porque as veias perderam sua habilidade de vencer a gravidade, que está constantemente fazendo força para trazer o sangue para baixo.
Se a gravidade vencesse e todo o nosso sangue parasse em nossos pés, nós iríamos desmaiar. Para evitar que isso aconteça, nós temos válvulas na maior parte de nossas veias, que somente permitem o fluxo em um sentido.
Mas enquanto as veias começam o processo de se tornar varicosas, as paredes vão ficando mais fracas e dilatando. Enquanto elas dilatam, as paredes das veias ficam mais distantes, afastando as válvulas e permitindo que a gravidade vença, empurrando um pouquinho de sangue em direção aos nossos pés, que seria o refluxo.

O que são varizes?
Veias dilatadas e tortuosas, visíveis a olho nú. Essa é a definição mais imples e prática que existe.

O que causa esse enfraquecimento das paredes venosas?
Pesquisas recentes mostram que esse é um processo complicado que envolve a inflamação do corpo, que resulta no dano da parede da veia. Até o momento, não se sabe definitivamente o que desencadeia essa inflamação ou o que pode preveni-la, mas temos alguns indícios.
Os flebologistas têm a esperança de que um dia haverá uma maneira de impedir essa inflamação ou impedir o dano na parede venosa e prevenir a formação das veias varicosas completamente, mas até o momento ainda não há.
Além dos problemas estéticos que as veias dilatadas criam, elas também apresentam uma variedade de outros problemas para as pessoas que as possuem. Sempre que algo em nosso corpo começa a se esticar, ele começa a doer. Essa é a razão pela qual as pessoas que têm veias varicosas frequentemente experimentam sintomas desagradáveis nas pernas, incluindo dor, latejamento, queimação, peso ou fadiga nas pernas, além de uma coceira intensa sobre as veias dilatadas.
Algumas pessoas acordam com dor nas pernas, tipo câimbra, em decorrência das veias varicosas. Esses sintomas normalmente aparecem quando a pessoa tem que ficar muito tempo de pé ou sentada. Por esta razão as pessoas com profissões que não permitem uma movimentação frequente, notam que suas pernas podem ficar desconfortáveis durante, ou no final, do dia de trabalho e é por isso que deitar e elevar as pernas pode fazer se sentir melhor.
Algumas vezes em alguma área da perna que tenha veia varicosa e que sofre um pequeno trauma, como uma batida, ou após um longo período parado no carro ou no avião ou um período prolongado de descanso, um trombo pode se formar dentro de uma veia varicosa. Isto é chamado de trombose, e, se ocorre em uma veia da superfície, tromboflebite superficial.
A veia se torna dura, vermelha e dolorosa. Nesses casos o cirurgião vascular ou flebologista pode indicar o uso de meia elástica de compressão, associado ao uso de medicamentos anti-inflamatórios, anti-coagulantes e movimentação frequente. Raramente pode ser necessário cirurgia.
Outras vezes, a formação de um trombo em uma veia do sistema venoso profundo também pode estar presente. Essa é uma situação muito mais séria e que tem um potencial risco de morte, pois a trombose venosa profunda pode desencadear a fatal embolia pulmonar.
Sempre que ocorrer a situação de suas veias ficarem vermelhas, quentes doloridas ou inchaço nas pernas, você deve procurar atendimento médico.
Em algumas pessoas as veias varicosas podem levar ao dano à pele na área do tornozelo. Devido ao refluxo e ao aumento de pressão nas veias da perna, a pressão no tornozelo, venosa, fica maior ainda. Após muito tempo dessa situação isso desencadeia uma reação em cadeia de eventos que podem resultar em uma mancha na pele, chamada dermatite ocre ou mesmo uma úlcera na parte interna ou externa do tornozelo. Essa inflamação duradoura pode também com o tempo endurecer a pele, causando a chamada dermatofibrose.
Tratando as veias varicosas e prevenindo o fluxo do sangue para baixo, esse processo pode ser interrompido e a úlcera pode ser prevenida, razão pela qual o tratamento cirúrgico da insuficiência venosa previne as complicações futuras. Muitas vezes o aparecimento da macha dermatite ocre é o primeiro sintoma, e o dermatologista vai encaminhar para o cirurgião vascular, pois, para ter êxito no tratamento da mancha é necessário primeiro o tratamento da sua causa, a insuficiência venosa.

 

Colágeno hidrolisado em pó: qual a melhor idade para tomar

Colágeno hidrolisado em pó: qual a melhor idade para tomar

O colágeno hidrolisado em pó é um excelente aliado para aqueles que se preocupam com a beleza, saúde e bem-estar. Mas muitos se perguntam: qual a melhor idade para começar a tomar este nutriente?

Neste artigo você vai descobrir qual a melhor idade para iniciar a reposição do colágeno e quais os benefícios que ele traz para a sua saúde.

O que é o colágeno?
O colágeno está entre as proteínas mais importantes do corpo humano. Ele é essencial para a saúde dos ossos. Além disso, é capaz de produzir fibras que garantem a sustentação da pele, cabelos, órgãos e articulações.

Leia também: Nutren Beauty

Representa cerca de 25% a 30% de toda a proteína corporal. É fibrosa e caracterizada por grande diversidade biológica e ampla força de tensão. Essa variedade na sua estrutura e função pode ser observada nas diferentes formas de ocorrência do colágeno, tais como:

Tendões: as fibras ficam entrelaçadas formando camadas flexíveis na pele;
Córnea: películas transparentes de fibras finas;
Cartilagem das articulações: funciona como lubrificante;
Ossos: na forma de colágeno mineralizado.
Por que e quando começar a reposição do colágeno?
Por que começar a reposição do colágeno sendo que ele é uma proteína abundante do corpo? Com o passar do tempo, o organismo começa a perder colágeno e os sinais começam a aparecer e incomodar.

Leia também: Skin renov é bom

A falta de colágeno acelera o processo natural de envelhecimento da pele e de outros órgãos. Junto com a diminuição da proteína, acontece a perda da hidratação e elasticidade da pele, o que causa o aparecimento de rugas e estrias. Além disso, os músculos ficam flácidos, a densidade dos ossos diminui, e as articulações e cartilagens ficam mais frágeis.

A reposição precisa ser feita a partir dos 30 anos de idade, pois nesta fase começa a diminuição da produção de colágeno. É quando o corpo começa a perder 1% a 2% da proteína por ano. Contudo, a reposição pode ser feita a partir dos 25 anos, como uma prevenção. Já dos 50 anos em diante, a queda é maior, ou seja, a reposição se torna ainda mais essencial.

Colágeno hidrolisado em pó: como funciona e onde comprar
Ao fazer a ingestão do colágeno é importante conciliar com uma boa alimentação, hidratação e prática de atividades físicas. Além de evitar bebidas alcoólicas, cigarro e exposição prolongada ao sol.

Vale lembrar que a reposição pode ser feita através de cápsulas, balas ou pó. Por outro lado, o colágeno hidrolisado em pó possuir maior grau de hidrólise na sua extração, ou seja, ele é mais fácil de ser absorvido pelo organismo.

Fortaleça os seus cuidados com a pele, saúde e bem-estar com Max4Skin. Um colágeno hidrolisado em pó, fácil de ser consumido e que pode ser misturado a vários tipos de alimentos saudáveis sem alterar a cor, sabor ou textura.

Ele é um ótimo aliado contra a flacidez da pele, além de ajudar organismo a manter uma quantidade de massa muscular adequada. Também é muito funcional no tratamento da osteoporose.

Alimentação rica em colágeno, exercícios físicos e Max4Skin retardam os sinais do tempo, aumentam a autoestima e melhoram a qualidade de vida.

Varizes

Varizes

Varizes são veias que se dilatam e ficam tortuosas e deformadas. Desenvolvem-se sob a superfície cutânea, normalmente das pernas, pés e coxas, e podem causar inchaço e dor. Tem coloração azulada, geralmente. Algumas pessoas apresentam micro varizes, que são ramificações minúsculas, de cor avermelhada.

Para entender por que as varizes acontecem, é necessário que se entenda como funciona a circulação sanguínea. As artérias levam o sangue para todas as partes do corpo, sendo que esse sangue é bombeado pelo coração. Já as veias têm como função levar esse sangue de volta para o coração. A pressão sanguínea nesse retorno do sangue para o coração através das veias é bem menor, por isso a circulação depende da ajuda dos músculos da panturrilha para esse trabalho, mesmo porque, o retorno do sangue para o coração é contra a força da gravidade.

Leia também: Varicell preço

As veias das pernas possuem válvulas em um único sentido, que funcionam como travas, impedindo que o sangue retorne para os pés devido à força da gravidade. As varizes – ou varicoses – ocorrem quando há uma falha dessas válvulas, o que causa um acúmulo de sangue, provocando as deformações.

As varizes podem causar dor, queimação, coceira e palpitação na região afetada. Podem estar associadas graves problemas circulatórios ou a coágulos sanguíneos que podem ser graves. As varizes podem ser classificadas em de pequeno calibre, médio calibre e grande calibre.

A hereditariedade é um dos fatores que podem explicar o aparecimento das varizes em algumas pessoas. As microvarizes costumam a aparecer em pessoas jovens, mas as varizes são mais comuns em pessoas acima de 30 anos. As mulheres são mais propensas a terem varizes por fatores hormonais, tanto em relação ao ciclo menstrual, quanto à gravidez. É comum no período gestacional, o aparecimento de varizes por uma série de fatores. Em uma primeira gestação, normalmente as varizes que surgiram nesse período desaparecem após o nascimento do bebê, o que não acontece da segunda gravidez em diante. Outros fatores que contribuem para o aparecimento das varizes são: a obesidade, o tabagismo, o sedentarismo, tratamentos de reposição hormonal e as altas temperaturas (favorecem a dilatação das veias).

As complicações causadas pelas varizes podem ser inúmeras, sendo as mais graves a formação de úlceras e as hemorragias.

O tratamento das varizes pode ser conservador, ou seja, com o uso de medicamentos para melhorar a circulação sanguínea, e com a utilização de meias finas. Porém, para se evitar complicações, o tratamento cirúrgico é o mais indicado. Essas cirurgias estão cada vez menos agressivas. Existem ainda tratamentos a base de injeções de medicamentos e a base de laser.
Evitar ficar parado em pé sem movimentação, usar meias elásticas, principalmente na gravidez, caminhar para favorecer a circulação, manter o peso corporal e praticar exercícios regularmente são meios de prevenir as varizes.

CREMES FIRMADORES

CREMES FIRMADORES

O mercado dos cosméticos lança cada vez mais produtos para nos auxiliar na difícil tarefa de manter a pele linda e sem o tenebroso efeito casca de laranja, além de prometer mantê-la firme e saudável.

Os cremes firmadores normalmente possuem em sua fórmula ácido hialurônico, elastinol, DMAE ou liftine, pois tem efeito tensor que garante firmeza a pele. Outro fator importante é que esses cosméticos estimulam a produção de colágeno e elastina, prevenindo o aparecimento de estrias.

Leia também: Creme firmador é bom

Mas, para obter os resultados esperados é necessário aplicar cremes e loções firmadoras diariamente. Afinal, esses produtos fazem efeito, mas não são milagrosos. Beber a quantidade certa de água e ter uma alimentação balanceada também é fundamental para evitar o aparecimento de celulite e manter a saúde da sua pele.

Leia também: Skin renov Anvisa

Na hora de aplicá-lo faça movimentos circulares e ascendentes para auxiliar na luta contra o efeito da gravidade. Toda ajudinha é válida nessas horas, não?

Abaixo selecionamos alguns cremes firmadores que podem ser facilmente encontrados em farmácias ou em lojas de cosméticos. Escolha o seu e aproveite os benefícios que eles proporcionam.

Linhas de Expressão O que são, causas e tratamentos estéticos

O que são Linhas de Expressão
As rugas dinâmicas, mais conhecidas como linhas de expressão, são uma consequência da movimentação constante dos músculos faciais, causando pequenas dobras na pele. Na maioria dos casos, elas se formam ao redor dos olhos (pés de galinha), testa e lábios.

O que causa Linhas de Expressão
As linhas de expressão são causadas, em sua maioria, pelo hábito de contrair muito a musculatura frontal, ou por problemas oftalmológicos, onde as pessoas contraem os olhos com maior frequência na tentativa de enxergar melhor.

Leia também: Creme para rugas anvisa

O aparecimento das linhas de expressão é um processo natural de envelhecimento da pele. Porém, outros fatores externos, como a exposição exagerada ao sol sem o uso correto do protetor solar, alterações hormonais, fumo e consumo de bebidas alcoólicas em excesso, que potencializam a chegada dessas rugas.

Tratamentos para Linhas de Expressão
A Pró-Corpo indica CO2 Fracionado, Peeling Químico, Luz Pulsada e Preenchimento para o tratamento das linhas de expressão.

Leia também: Skin renov reclame aqui

Como prevenir as Linhas de Expressão
O que piora as linhas de expressão são os movimentos involuntários e repetitivos, por isso evite a sobrecarga dos músculos. Além disso, sempre retire a maquiagem antes de dormir. Utilize diariamente protetor solar de no mínimo 30 FPS, mesmo nos dias nublados. Tenha o hábito de limpar, tonificar, hidratar e esfoliar a pele, além de alimentar-se bem e praticar exercícios.